Loading

Pesquisar

ELEIÇÕES 2022

Valéria Monteiro sai em defesa dos direitos humanos e da sustentabilidade

Jornalista que teve grande projeção na TV brasileira é candidata a deputada federal pelo PSD

27 de jun de 2022

Mais do que “trazer propostas fechadas”, Valéria Monteiro pretende discutir com a sociedade soluções para São Paulo e para o Brasil.

Redação Scriptum

A jornalista Valéria Monteiro é pré-candidata a deputada federal pelo PSD e apresentará na campanha que terá início nas próximas semanas bandeiras relacionadas aos direitos humanos e à sustentabilidade, destacando a importância do debate de temas relevantes para a sociedade neste ano, para além da “polarização” que pauta a política brasileira na atualidade. Contudo, ressalta, que “mais do que trazer propostas fechadas”, pretende discutir com a sociedade soluções para São Paulo e para o Brasil.

“Tenho uma série de questões para levar adiante, com ênfase em direitos humanos, sustentabilidade e, também, alguns outros aspectos, como proposição de iniciativas para dar conta de como a tecnologia muda as relações de trabalho”, diz Valéria. A pré-candidata também pontua a necessidade de discutir a adoção de uma renda básica universal. “Com tanta desigualdade não há desenvolvimento, e combater a desigualdade com a renda básica é essencial neste momento que o País atravessa. Isso se mostrou ainda mais importante com a pandemia da covid”, diz.

Pessoa pública e com grande vivência profissional, Valéria foi a primeira mulher a apresentar o Jornal Nacional, da TV Globo, nos anos 1990, além de por anos ter sido apresentadora do Fantástico. Também teve importantes atividades como empreendedora cultural e atriz. Foi jornalista e correspondente nos Estados Unidos e acumula várias outras experiências profissionais.

Além do conhecimento de temas relativos à realidade do País e do Estado no qual desenvolveu sua experiência como jornalista, Valéria Monteiro também menciona que quer enfatizar na Câmara dos Deputados a necessidade do combate à desinformação e lembra que informação e conhecimento são aspectos importantes para o desenvolvimento da sociedade.

Filiada ao PSD neste ano, a jornalista já teve experiências político-partidárias e ressalta também a necessidade da presença feminina nos espaços decisórios. Em 2017, desenvolveu pré-campanha a presidente para as eleições que se desenrolaram no ano seguinte e em 2020 foi candidata a vice-prefeita de Campinas, cidade onde cresceu e para onde voltou – depois de uma série de experiências profissionais em outros lugares – já há 20 anos.

Por viver em Campinas, acredita que terá maior proximidade com o eleitorado desta região metropolitana, mas diz que irá buscar levar propostas a todo o Estado. Por seu perfil e tipo de propostas e conceitos buscará o voto de opinião. “Busco representar as pessoas que não se sentem satisfeitas com a política, que não se sentem representadas, e este será um momento importante para construir ideias e soluções para São Paulo”, completa.

Informações Partidárias

Notícias