Loading

Pesquisar

Amaury de Souza, dirigente do Espaço Democrático, falece no Rio de Janeiro.

O cientista político, vítima de câncer aos 69 anos, era responsável pela coordenação dos Conselhos Temáticos da fundação.

17 de ago de 2012 · Amaury de Souza, Espaço Democrático, PSD

Faleceu na manhã desta sexta-feira (17), no Rio de Janeiro, o cientista político Amaury de Souza, responsável pelo Núcleo de Estudos do Espaço Democrático, fundação para Estudos e Formação Política do Partido Social Democrático.

Amaury tinha 69 anos e, mesmo em tratamento do câncer que sofria há alguns anos, vinha colaborando ativamente com o Espaço Democrático. Ele era o responsável pela coordenação dos Conselhos Temáticos da fundação, que reúnem personalidades de expressão nacional (acadêmicos, parlamentares, executivos e empresários) para debater as principais questões da vida nacional e apresentar propostas que devem integrar o programa partidário do PSD.

“Ele fará muita falta”, afirmou o presidente do Espaço Democrático, vice-governador de São Paulo, Guilherme Afif. “Lamento profundamente a perda do amigo Amaury de Souza. Grande colaborador e incentivador do Espaço Democrático, Amaury era um dos mais brilhantes cientistas políticos do País”, disse.

Para o diretor do Espaço Democrático, Rubens Figueiredo, “Amaury de Souza era um dos cientistas políticos mais preparados, dinâmicos e produtivos do Brasil, além de uma grande figura humana”. Da mesma forma, Cláudio Adilson Gonçalez, diretor-presidente da MCM Consultores Associados – da qual Amaury era um dos sócios – distribuiu nota em que afirma que, “além de sua extraordinária carreira acadêmica, Amaury tornou-se um dos mais brilhantes e lúcidos analistas políticos do País. Foi uma honra para toda a equipe da MCM tê-lo como amigo e companheiro de trabalho, por mais de uma década”.

“Amaury foi um analista político de excelência e um ótimo colega de trabalho”, disse o deputado federal Eduardo Sciarra (PR). E acrescentou: “Sua perda significará a ausência de um homem sério, competente e responsável com suas atividades de pesquisa.  Ao longo de nosso trabalho conjunto no Grupo temático de Infraestrutura e Energia, posso dizer que tive o prazer de conhecê-lo e constatar sua competência e disposição para transformar positivamente a realidade política.”

Analista político e consultor empresarial, graduado em Sociologia e Política e em Administração pela Universidade Federal de Minas Gerais e Ph.D. em Ciência Política pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT), Amaury de Souza foi fundador e professor do Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro e professor visitante do Departamento de Economia da PUC-Rio, bem como de diversas universidades norte-americanas entre as quais a University of California, University of Michigan, University of Notre Dame, Duke University e University of North Carolina.

Foi bolsista do Woodrow Wilson International Center for Scholars e membro do conselho do Roper Center for Public Opinion Research, University of Connecticut, e do Comparative Study of Electoral Systems, University of Michigan, Ann Arbor. Em 2011, foi pesquisador visitante do Center for Hemispheric Policy da Universidade de Miami.

Ele era também sócio-diretor da Techne, empresa de consultoria empresarial sediada no Rio de Janeiro. Na Techne, realizou trabalhos para numerosas empresas no Brasil e também na Argentina, México, Venezuela, Colômbia, Porto Rico, Trinidad, Chile, Perú, Uruguai e Portugal.

Como sócio-diretor da MCM Consultores Associados, empresa de consultoria em economia e análise política, sediada em São Paulo e no Rio de Janeiro, ele editava a Carta Política MCM e fez análises políticas para diversas empresas financeiras e industriais.

Desenvolveu projetos para empresas na área de cenários e planejamento estratégico. Em 1998 e em 2005, foi consultor da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República, também no desenvolvimento de cenários. Atuou ainda como consultor da Booz Allen, Hamilton, para os cenários de futuro do Projeto Eixos de Desenvolvimento e Integração Nacional do BNDES.

Autor de diversos livros e artigos, seus lançamentos mais recentes são A Agenda Internacional do Brasil: A Política Externa Brasileira de FHC a Lula, e em co-autoria com Bolívar Lamounier; A Classe Média Brasileira: Ambições, Valores e Projetos de Sociedade, publicados pela Editora Elsevier/Campus em 2009 e 2010, respectivamente.

O velório está sendo realizado nesta sexta-feira no cemitério São João Baptista, RJ, Capela nº 5, das 14h às 19h30. A cremação ocorrerá no domingo (19/08), no crematório do Caju, rua Carlos Seidl, s/nº, Rio de Janeiro, às 9h50.

Informações Partidárias

Notícias