Loading

Pesquisar

MUNICÍPIOS

BH age para garantir qualidade no transporte público

O prefeito de Belo Horizonte, Fuad Noman (PSD), vem mantendo uma política de tolerância zero a irregularidades do serviço, com fiscalização rigorosa dos ônibus que circulam na cidade

04 de mar de 2024

Edição Scriptum com Prefeitura de Belo Horizonte

Determinado a garantir um transporte público de qualidade à população, o prefeito de Belo Horizonte, Fuad Noman (PSD), vem mantendo uma política de tolerância zero a irregularidades do serviço. Na segunda-feira (4), foi realizada mais uma operação nas portas de garagem de ônibus, desta vez fiscalizando a Viação Progresso, no bairro Minaslândia, na região Norte da capital.

Agentes da Prefeitura e da Guarda Municipal verificaram oito ônibus e foram realizadas quatro autuações, sendo que dois veículos tiveram a Autorização de Tráfego (AT) retida por apresentarem problemas por ausência de triângulo e sinal sonoro durante a operação do elevador, e outro veículo por apresentar vidro danificado em uma das portas.

Com a proximidade da operação da garagem, os ônibus passaram por manutenção enquanto a operação acontecia. Os problemas foram sanados, incluindo a substituição do vidro de uma das portas, e as autorizações de tráfego foram devolvidas. Ainda assim, as autuações pelos problemas apresentados no momento da fiscalização foram realizadas para o consórcio responsável.

Reclamações

Essa etapa da Tolerância Zero na porta das garagens mira os ônibus que tiveram mais reclamações feitas pela população no canal de WhatsApp, no PBH App e também no portal de serviços da Prefeitura. Outro objetivo da operação é buscar os ônibus que estão rodando sem a autorização de tráfego. Esses veículos são identificados no Centro Integrado de Operações de Belo Horizonte (COP-BH), pelo SITBUS, um sistema conectado ao GPS dos ônibus que acompanha cada viagem do transporte coletivo.

O coordenador da operação da Superintendência de Mobilidade de BH, Jairo Marcelino, explicou que as ações de fiscalização na porta das garagens ao longo da semana passada já estão surtindo efeito. “A cada nova ação que realizamos nas garagens percebemos menos infrações e os eventuais problemas estão sendo resolvidos praticamente na hora. As ações vão continuar e é importante que os passageiros continuem registrando as reclamações nos canais da Prefeitura e assim vamos direcionando as ações de fiscalização”, esclareceu Jairo.

Os usuários devem registrar sua reclamação nos canais disponíveis da Prefeitura, como o Portal de Serviços, pelo Aplicativo gratuito PBH APP, pelo WhatsApp (31)98472-5715 e por meio das Comissões Regionais de Transportes e Trânsito. Além da linha, é necessário que o passageiro informe o número do veículo e horário da ocorrência para melhor direcionar as equipes de fiscalização. Com o número do veículo as equipes vão diretamente no ônibus que apresenta os problemas relatados. Todas as reclamações são devidamente apuradas e enviadas às concessionárias para a resolução dos problemas apontados pelos usuários.

A segunda fase da política de Tolerância Zero com ações de fiscalização na porta das garagens das empresas do transporte coletivo municipal, iniciada em 26/2, realizou 10 operações com 70 ônibus fiscalizados, 152 autuações emitidas, sete ônibus flagrados sem Autorização de Tráfego (AT), 30 ônibus que tiveram as ATs retidas e três veículos que foram recolhidos ao pátio do Detran-MG. A operação segue nas próximas semanas até completar as 30 garagens que integram o sistema de transporte da capital.

Além das autuações e do recolhimento das autorização de tráfego e dos veículos, as empresas concessionárias não recebem a remuneração complementar quando não cumprem as determinações da Lei 11.458/2023 em relação à pontualidade e qualidade dos veículos.

Informações Partidárias

Notícias