Loading

Pesquisar

MUNICÍPIOS

BH lança programa para promoção da igualdade racial

A gestão do prefeito de Belo Horizonte, Fuad Noman (PSD), lança política permanente de promoção e reparação da igualdade racial, efetivada por meio do desenvolvimento de ações e projetos

15 de mar de 2024

O artista e senador Abdias Nascimento

Edição Scriptum com Prefeitura de BH

A gestão do prefeito de Belo Horizonte, Fuad Noman (PSD), lançou na quinta-feira (14), o Programa Rede de Identidades Culturais – RIC, uma política permanente de promoção e reparação da igualdade racial efetivada por meio do desenvolvimento de ações e projetos da Secretaria Municipal de Cultura e da Fundação Municipal de Cultura.

O Programa reúne Iniciativas como a Agenda RIC 2024, que traz uma série de eventos e atividades, tais como apresentações artísticas, shows musicais, exposições, entre outras atrações, voltadas à temática racial e o Conteúdo 100+10 Personalidades Negras, uma página virtual que trará a história de pessoas negras. A programação da Agenda RIC 2024 é gratuita ou tem venda de ingressos a preços populares e pode ser consultada no Portal Belo Horizonte.

O Programa Rede de Identidades Culturais conta com ações internas, tais como a retomada do Grupo Gestor de Promoção da Igualdade Racial (GGPIR), a formação e capacitação de servidores e parceiros, a implementação do quesito raça/cor nos formulários internos e externos dos órgãos, entre outras.

Também serão promovidas ações externas, tais como o conteúdo “110+10 Personalidades Negras”, uma página virtual do Portal PBH com o compartilhamento de conteúdo informativo e de reconhecimento à trajetória de pessoas negras no qual, mensalmente, a história de uma personalidade negra será destacada.

O público poderá conhecer pessoas que se destacam pelas significativas contribuições para o movimento negro no Brasil. As primeiras personalidades retratadas, no mês de março, são a escritora Carolina Maria de Jesus e o artista e senador Abdias Nascimento, fontes de inspiração para a construção da Agenda RIC 2024.

Demanda histórica

Para Eliane Parreiras, secretária municipal de Cultura e presidente interina da Fundação Municipal de Cultura, o Programa Rede de Identidades Culturais – RIC se constrói como uma política contínua, reflexo de uma demanda histórica na luta contra o racismo e a promoção da igualdade racial. “Ampliar nosso papel, enquanto gestores públicos das áreas culturais, nas políticas de promoção e reparação da igualdade racial é fundamental para o combate ao racismo, para gerar oportunidades equitativas às identidades culturais diversas e para que possamos efetivar a democracia cultural na cidade. As políticas que consolidamos aqui estão amparadas no Plano de Promoção da Igualdade Racial de Belo Horizonte, nas metas da 7ª Conferência Municipal de Cultura e nos marcos legais de enfrentamento ao racismo e de promoção e reparação da igualdade racial”, completa.

O Programa Rede de Identidades Culturais – RIC e a Agenda RIC 2024 têm como objetivo promover uma melhor articulação das atividades voltadas para a promoção da igualdade racial e combate ao racismo no município, tornando possível um melhor direcionamento do trabalho desenvolvido pelas equipes e equipamentos culturais para atingir as metas estipuladas pelo Plano Municipal de Promoção da Igualdade Racial, e ampliar as entregas qualitativas e quantitativas voltadas para a valorização da cultura e identidade negra em Belo Horizonte.

Informações Partidárias

Notícias