Loading

Pesquisar

MUNICÍPIOS

Campina Grande atinge sua maior meta: ‘Salvar vidas’

Em balanço de seu primeiro ano de gestão, o prefeito Bruno Cunha Lima (PSD) destaca os esforços para enfrentar a covid-19 e comemora o reequilíbrio das contas públicas da maior cidade do interior da Paraíba

16 de dez de 2021

O prefeito Bruno Cunha Lima destaca também os resultados de sua gestão no equilíbrio das contas

Redação Scriptum com assessoria de comunicação da Prefeitura

O prefeito de Campina Grande (PB), Bruno Cunha Lima (PSD), termina seu primeiro ano de gestão satisfeito por ter cumprido sua maior meta: salvar vidas. “A nossa maior meta foi salvar vidas. Expandimos a nossa capacidade de atendimento e Campina foi a única das grandes e médias cidades do Nordeste que nunca colapsou. Nunca tivemos fila de espera por leitos de hospital, para a covid-19, ao longo de todo este período“, falou.

O prefeito da cidade do interior da Paraíba, com 411 mil habitantes e um dos principais polos econômicos do Nordeste, destaca também os resultados de sua gestão no equilíbrio das contas públicas.

Segundo Cunha Lima, a cidade conquistou grandes avanços em todas as áreas administrativas. Ele destacou, porém, que apesar das dificuldades financeiras, sobretudo em decorrência das crises econômica e sanitária, a cidade retomou a credibilidade junto aos sistemas financeiros nacionais e internacionais para a captação de recursos.

Conforme explicou, registra-se, ao final deste ano, o total equilíbrio das contas públicas, além do fato do município retomar a sua credibilidade junto aos fornecedores, numa ação que tem sido acompanhada e constatada pelo próprio Ministério Público.

De acordo com o prefeito, Campina Grande reconquistou a sua capacidade de endividamento, o que não acontecia desde a década de 1970, além, consequentemente, da possibilidade de firmar parcerias financeiras em nível internacional.

A cidade paraibana registrou ainda, durante o primeiro ano de gestão de Cunha Lima, a pavimentação de mais 150 ruas, além da construção e recuperação de praças, implantação da Ala do Idoso, nova UTI no Hospital Municipal Pedro I, como também a instalação da Central de Transferência de Pacientes,

De acordo com ele, o ritmo será mantido em 2022. Para tanto, houve licitação para a construção de cinco novas creches e de cinco novas escolas. Também já é uma realidade a valorização dos servidores, sobretudo da Educação, agora contemplados com o 14º salário e outros benefícios e vantagens.

Outro desafio será a recuperação dos postos de saúde, pois o objetivo é investir o máximo de recursos para o setor da Atenção Básica de Saúde. Enquanto isso, só para a Educação serão investidos, em 2022, recursos da ordem de R$ 100 milhões de reais.

Ao longo de 2022, o cidadão campinense poderá ter acesso a uma ferramenta tecnológica para o acompanhamento da gestão municipal, sendo um meio de fiscalização administrativa. Confirmou ainda a implantação de um arrojado projeto na área de saúde, que vai melhorar totalmente as condições de atendimento à população.

Informações Partidárias

Notícias