Loading

Pesquisar

MUNICÍPIOS

Campo Grande já vacinou 20% de sua população

De acordo com o prefeito Marquinhos Trad (PSD), cerca de 250 mil doses de vacinas foram aplicadas. A capital do Mato Grosso do Sul ocupa o terceiro lugar no ranking da vacinação entre as capitais

30 de abr de 2021

De acordo com o prefeito Marquinhos Trad, índice de vacinação da cidade está 36% acima da média nacional.

Campo Grande já aplicou quase 250 mil doses do imunizante contra a covid-19 e tem cerca de 20% de sua população já vacinada. A informação é do prefeito da capital do Mato Grosso do Sul, Marquinhos Trad (PSD), segundo quem o índice de vacinação da cidade está 36% acima da média nacional.

Trad comemorou o resultado nesta sexta-feira (30) e agradeceu o trabalho que vem sendo realizado pelos profissionais da saúde. “Obrigado a todo o pessoal da Saúde pelo excelente trabalho e a você, que está conosco nessa”, disse.

Campo Grande ocupa o terceiro lugar no ranking entre as capitais, empatada com Belo Horizonte (MG), ficando atrás apenas de Vitória, que está em primeiro lugar, com 24% da população vacinada, e do Rio de Janeiro, com 21%.

Ainda na sexta-feira, o Governo do Mato Grosso do Sul decidiu atender reivindicação do comércio e alterar o toque de recolher no período de 5 a 9 de maio em Campo Grande, medida que também vinha sendo defendida por Marquinhos Trad. Excepcionalmente nesse período Campo Grande sai da bandeira vermelha e será enquadrada na classificação laranja. Dessa forma, o horário de restrição noturna será de 22h às 5h da madrugada. Atualmente, o fechamento é obrigatório a partir de 21 aqui na cidade.

O pedido de flexibilização foi feito por representantes dos bares e restaurantes, associações comerciais e até por Marquinhos Trad, que esteve nesta semana em reunião com o governador Reinaldo Azambuja. O Estado se sensibilizou com o pedido porque a data é apontada como a segunda mais importante em vendas.

Boletim

Conforme boletim epidemiológico divulgado nesta sexta-feira (30), Mato Grosso do Sul acumula 248,2 mil infectados e 5.786 mortos pelo coronavírus desde o início da pandemia. Dos óbitos, 1.276 aconteceram apenas em abril, o equivalente a 22% do total. O mês mais letal, até então, havia sido março deste ano, com 1.081 vítimas confirmadas. Antes disso, dezembro (588 mortes) havia quebrado recorde.

Pessoas com 80 anos ou mais têm sido menos acometidas pela covid-19 em Mato Grosso do Sul – as mortes caíram 96% entre março e abril deste ano, indo de 155 para 79. Os óbitos de pessoas com 90 anos ou mais também apresentaram queda. Apesar disso, mortes de pacientes com 20 a 79 anos têm crescido no Estado e, no geral, o coronavírus fez maior quantidade mensal de vítimas, em toda a pandemia, neste mês.

Um dos fatores associados a essa queda em grupos específicos é a campanha de imunização, que tem priorizado idosos assim como indígenas, que registraram queda de 66% nas mortes após o início da vacinação

Informações Partidárias

Notícias