Loading

Pesquisar

AGRICULTURA

Fávaro anuncia medidas para enfrentar a seca no MT

Entre as possíveis providências está a criação de novas linhas de crédito de capital de giro para cooperativas do agro, a exemplo das que foram disponibilizadas no Rio Grande do Sul

10 de jan de 2024

Em alguns casos, seca chegou a provocar a perda de 50% da produção em algumas lavouras, impactando inclusive a safra total do País,

Edição Scriptum

Responsável por mais de 21% da produção agrícola brasileira, o Mato Grosso está enfrentando forte seca, que em alguns casos chegou a provocar a perda de 50% da produção em algumas lavouras, impactando inclusive a safra total do País, que este ano deve ser de 306,4 milhões de toneladas, com redução em relação à colheita anterior, que chegou a 319,9 milhões de toneladas. Para enfrentar o problema, o ministro da Agricultura, Carlos Fávaro, determinou na quarta-feira (10) a implementação de medidas emergenciais em socorro ao Estado.

Em nota, o Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa), afirma que a pasta vai fazer um levantamento, junto à Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e ao Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea), para calcular o volume das perdas e impactos econômicos da região. De acordo com o Ministério, serão estruturadas medidas para minimizar esses efeitos com base nessas informações.

Entre as medidas que podem ser adotadas, está o reescalonamento das dívidas contraídas por produtores, para que tenham capacidade de pagamento; e a criação de novas linhas de crédito de capital de giro para cooperativas do agro, a exemplo das que foram disponibilizadas no Rio Grande do Sul.

O Ministério da Agricultura e Pecuária assegura que o ministro Carlos Fávaro e toda a equipe ministerial estão comprometidos com a adoção das medidas necessárias e aplicáveis no âmbito das atribuições do Governo Federal.

Informações Partidárias

Notícias