Loading

Pesquisar

SENADO

Irajá relata pedido de ajuda de aprovados em concurso da PM

Cláusula de barreira impede a convocação de mais de 500 aprovados no certame; parlamentar destacou que uma nova lei é necessária para permitir o avanço no concurso

26 de out de 2023

O senador Irajá: situação é uma injustiça não apenas para os aprovados no concurso, mas também para suas famílias

Redação Scriptum com Agência Senado

O senador Irajá (PSD-TO) relatou, em pronunciamento nesta terça-feira (25), ter recebido da Comissão dos Aprovados no Concurso de 2021 da Polícia Militar do Tocantins um pedido de ajuda para quebrar a cláusula de barreira que impede a convocação de mais de 500 aprovados no certame. O parlamentar destacou que uma nova lei é necessária para permitir o avanço no concurso, ressaltou que o texto já está pronto e que a Procuradoria-Geral do Estado se posicionou favoravelmente.

“O problema é que essa lei deve ser encaminhada à Assembleia pelo governador Wanderlei Barbosa, coisa que até agora não fez. O governador já é um conhecedor dessa situação. Wanderlei já prometeu diversas vezes que iria tratar dessa questão, e até agora nada. Prometeu e não cumpriu”, afirmou.

Para o senador Irajá, a situação é uma injustiça não apenas para os aprovados no concurso, mas também para suas famílias que aguardam com esperança o avanço no processo seletivo. Além disso, a falta de efetivo na Polícia Militar do Tocantins, de acordo com ele, afeta a segurança do estado e, consequentemente, os cidadãos tocantinenses.

“Derrubar a cláusula de barreira e prosseguir com o concurso é o jeito mais econômico, responsável e também rápido para garantir o direito do concursado”, disse.

O parlamentar também relatou suspeita de corrupção na compra de seringas e na distribuição de cestas básicas pelo governo do Tocantins, escassez de leitos e negligência no atendimento em hospitais e condições precárias das estradas no estado que causam prejuízos e mortes.

Informações Partidárias

Notícias