Loading

Pesquisar

MUNICÍPIOS

Marquinhos confirma pré-candidatura ao governo do MS

O prefeito da capital do Mato Grosso do Sul anunciou que renunciará ao cargo em abril. Em sessão na Câmara Municipal falou sobre as ações de sua gestão e sobre projetos da Prefeitura para este ano

02 de fev de 2022

O prefeito Marquinhos Trad apresentou na Câmara dos Vereadores o relatório das atividades realizadas por sua gestão

Redação Scriptum com Capital News

O prefeito de Campo Grande (MT), Marquinhos Trad (PSD), anunciou nesta quarta-feira (2) que deixará o cargo no dia 2 de abril para se tornar pré-candidato ao Governo do Mato Grosso do Sul nas eleições de outubro próximo. Ele falou durante a sessão de abertura dos trabalhos na Câmara de Vereadores da capital sul-mato-grossense, quando também apresentou o relatório das atividades realizadas por sua gestão.

Ele destacou especialmente os esforços na campanha de vacinação e a retomada econômica, além de novos projetos a serem desenvolvidos durante 2022 por sua sucessora, a vice-prefeita Adriane Lopes (Patriota).

“O início da vacinação contra a covid-19, em janeiro, exigiu celeridade e eficiência da rede municipal de saúde para que fosse possível imunizar o maior número de pessoas no menor espaço de tempo. Com planejamento, organização e a dedicação inabalável de nossos servidores, atingimos esse objetivo e fechamos 2021 com mais de 70% da população imunizada com duas doses. Massificar a vacinação foi fundamental para, cada vez mais, reduzir os impactos da pandemia. Tanto que, ao fim de julho, foi possível retomar as aulas presenciais na Rede Municipal de Ensino, ainda de maneira híbrida e com todas as escolas preparadas, seguindo as medidas de biossegurança, preservando a saúde das nossas crianças e suas famílias”, destacou Trad.

De acordo com ele, “agora o horizonte de descortina para que Campo Grande ganhe maior impulso em seu progresso”. Ele destacou também a confiança em sua sucessora. “No dia 2 de abril estaremos aqui, eu e você, entregando com a permissão do povo de Campo Grande a condução administrativa para que juntamente com essa harmonia que nós construímos dar sequência ao nosso programa de governo”, disse Marquinhos.

Sobre os projetos para 2022, o prefeito informou que a capital ganhará novas unidades de saúde, que se somarão às outras nove inauguradas desde 2017, além de outras 20 reformadas ou revitalizadas, incluindo seis UPAs (Unidades de Pronto Atendimento), quatro CRS (Centros Regionais de Saúde) e o CEM (Centro de Especialidades Médicas).

Ele lembrou ainda que, em 2021, Campo Grande foi eleita a cidade mais segura do Brasil pelo Ranking Connected Smart Cities. “Conquista que reflete os investimentos feitos na nossa Guarda Civil Metropolitana, que ganhou bases operacionais nas sete regiões da cidade, teve sua frota totalmente renovada e, em 2022, receberá reforço no efetivo, com a conclusão do concurso público com 270 vagas para a corporação”, pontuou.

Informações Partidárias

Notícias