Loading

Pesquisar

ESTADOS

Petecão elogia investigação de cartel aéreo no Acre

Senador do PSD-AC criticou atuação das empresas de transporte aéreo na região, destacando as dificuldades enfrentadas pelos passageiros em razão da baixa frequência de voos

13 de mar de 2024

O senador Sérgio Petecão: “Esse tema é um tema que está sendo, todos os dias, discutido em nosso Estado.”

Edição Scriptum com Agência Senado

O senador Sérgio Petecão (PSD-AC) elogiou na terça-feira (12), em pronunciamento no Plenário do Senado, a investigação do Ministério Público Federal no Acre, que revelou a existência de um suposto esquema de cartel formado pelas companhias aéreas Latam e GOL, as duas únicas a operarem no Estado.

O senador do PSD-AC destacou que a denúncia do MPF apenas reforça preocupações já levantadas pela bancada federal acreana, tanto na Câmara dos Deputados quanto no Senado. “Espero que o Ministério Público estadual também se posicione, porque esse tema é um tema que está sendo, todos os dias, discutido em nosso Estado. Eu até acho que o Ministério Público Federal demorou, porque as empresas sempre usam esse argumento do preço das passagens”, disse Petecão.

O senador questionou a atuação das companhias aéreas brasileiras que não disponibilizam voos regulares para o Estado. Segundo o senador, passageiros enfrentam dificuldades com a baixa frequência de linhas, citando especificamente o voo da Gol entre Cruzeiro do Sul e Rio Branco. Petecão defendeu a aprovação de um projeto de lei (PL 4.715/2023) de sua autoria, com objetivo de viabilizar a operação de voos internacionais para incluir o Acre na rota das companhias.

Segundo ele, isso poderia aumentar a competitividade e melhorar o acesso da população aos serviços aéreos. “Nós estamos lá na fronteira com o Peru e a Bolívia. Eu quero saber qual é o problema de um voo que está em Cusco, uma das cidades mais visitadas do mundo, fazer uma perna e passar pelo Acre. Ele está a 30 minutos de Rio Branco, da nossa capital, ou de Cruzeiro do Sul, que é a segunda cidade mais importante do Acre. […]. As pessoas estão indo para Cobija, capital de Pando, que é a fronteira com Brasileia e Epitaciolândia, para poder pegar voos e ir para o Nordeste […] o nosso projeto trata exatamente de abrir”, explicou.

Informações Partidárias

Notícias