Loading

Pesquisar

MUNICÍPIOS

Rio garante 70% de cobertura da Atenção à Saúde

O prefeito Eduardo Paes (PSD) recepcionou os 218 novos profissionais do Programa Mais Médicos que vão reforçar a assistência à população mais carente, retomando índice de cobertura que havia diminuído

22 de jan de 2024

O prefeito Eduardo Paes com os médicos que vão atender população mais pobre do Rio

Edição Scriptum com eduardopaes.com.br

Mais 218 médicos para a Saúde da Família vinculados ao Programa Mais Médicos para o Brasil, do Ministério da Saúde, foram recepcionados pelo prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PSD), no final da semana passada. Com a incorporação desses profissionais, a capital fluminense retoma a marca de 70% de cobertura da população pela Atenção Primária à Saúde.

“Hoje é um dia de muita alegria para a cidade. A gente pensava em atingir essa meta de 70% no final do ano, mas foi possível chegar ao percentual agora graças ao aporte do Governo Federal. Quem precisa de saúde pública são aquelas pessoas que não têm condições de pagar um plano de saúde e não conseguem ir para um hospital particular. Ou seja, a população mais pobre da cidade. São pessoas das Zonas Oeste, Norte e também das favelas do Rio que passam a ser atendidas por essa brilhante iniciativa que é o programa Mais Médicos”, afirmou o prefeito durante a cerimônia de recepção dos novos profissionais, ao lado do secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, e da ministra da Saúde, Nísia Trindade.

A cobertura de 70% havia sido atingida pela primeira vez em 2016. Mas, após um período de desestruturação da Atenção Primária entre 2017 e 2020, caiu para 46%. A partir de 2021, com a reestruturação da rede municipal, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) recuperou o quadro de profissionais e ampliou a Estratégia Saúde da Família (ESF) em 209 novas equipes, voltando aos 70% da população coberta.

A nova marca resulta dos esforços da Secretaria Municipal de Saúde para reduzir a vacância de médicos nas equipes de Saúde da Família, que estava em 31% no início de 2021 e hoje é de apenas 2% sobre um total de 1.294 equipes. São 2.054 médicos contratados, o maior patamar da história da Atenção Primária à Saúde no município, incluindo os 218 profissionais do Mais Médicos para o Brasil, que teve adesão recorde no Rio de Janeiro.

“O objetivo de chegar aos 70% foi cumprido e, gradativamente, nós vamos tentar ampliar. Em março, vamos receber mais 100 médicos do Ministério da Saúde. A prioridade para alocar esses profissionais são as Zonas Norte e Oeste, que são as áreas que mais precisam”, disse o secretário Daniel Soranz.

Informações Partidárias

Notícias