Loading

Pesquisar

ESTADOS

Sergipe lança programa para a primeira infância

A gestão do governador Fábio Mitidieri (PSD) lança o programa Ser Criança com o objetivo de promover o desenvolvimento infantil em diversas áreas, com investimento de R$ 400 milhões

11 de dez de 2023

O governador Fábio Mitidieri: “A gente precisa acolher, dar conforto e segurança alimentar, dar saúde e educação, para que tenhamos uma geração vencedora”

Edição Scriptum com Agência Sergipe de Notícias

O governador de Sergipe, Fábio Mitidieri (PSD) anunciou na segunda-feira (11) o investimento de R$ 400 milhões, ao longo dos próximos três anos, em todos os municípios do Estado, para a construção de 75 creches de ensino integral, com capacidade para 100 a 300 crianças. As obras integram a Política Estadual de Atenção Integrada à Primeira Infância – Programa Ser Criança – cujo objetivo é fortalecer as ações voltadas à primeira infância, promovendo o desenvolvimento infantil em diversas áreas.

O programa, que tem à frente a Secretaria de Estado da Assistência Social e Cidadania (Seasc), como previsto na Lei 9.313, de 16 de novembro de 2023, sancionada pelo o governador de Sergipe, Fábio Mitidieri, teve o projeto de lei aprovado por unanimidade na Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese) no dia 26 de outubro.

De acordo com o governador, o lançamento simboliza o compromisso da administração estadual com o bem-estar das crianças, visando o futuro da geração. “Esse instrumento é fundamental para que a política pública estadual saia da letra fria da lei e ganhe as ruas, com ações concretas. Não há como pensar o futuro sem pensar naqueles que serão, de fato, esse futuro, que são as nossas crianças. A gente precisa acolher, dar conforto e segurança alimentar, dar saúde e educação, para que tenhamos uma geração vencedora”, salientou o governador.

Para a secretária da Seasc e primeira-dama, Érica Mitidieri, a política acaba beneficiando a todos os entes familiares ao trazer as crianças como foco. “Que hoje seja um marco de melhoria para nossos sergipaninhos e sergipaninhas. Trabalhamos incansavelmente, fazendo escutas infantis em todo o estado, desenvolvendo materiais didáticos, pensando o Plano Estadual da Primeira Infância. E nosso propósito é estimular o desenvolvimento de nossas crianças, que não devem ser invisibilizadas nem negligenciadas. Precisamos, juntos, fiscalizar e zelar por elas”, manifestou.

Na visão do secretário de Estado da Educação e vice-governador Zezinho Sobral, o Governo de Sergipe desempenha o papel de articular ações em prol da primeira infância e além. “A proposta é cuidar de todas as crianças, desde o pré-natal, em parceria com os municípios, para desenvolver habilidades e práticas que possam permitir que essas crianças socializem. A Secretaria da Educação vai ajudar na pré-escola, no regime de colaboração. Nesse sentido, o governador aportou um volume significativo de recursos para que essa política possa ser implementada, com a construção de 75 creches e escolas, para permitir uma formação continuada”, declarou.

O secretário de Estado da Saúde, Walter Pinheiro, destacou o caráter multisetorial da política. “O grande diferencial dessa política é reunir todos aqueles que trabalham para alcançar o resultado de forma integral. Não se pode considerar um indicador isoladamente. Temos que entender esse indicador de forma contextualizada, associada a outros elementos. É isso que justifica essa força-tarefa do governo em buscar uma solução para uma causa tão importante, que implica na formação do indivíduo. Vamos trabalhar não só na saúde, mas em todo o aspecto biopsicossocial, dando condições para que ele evolua”, pontuou.

Política de Estado

O programa Ser Criança leva em conta o período que vai da gestação até o sexto ano da criança, que é considerado fundamental para a formação da personalidade e das habilidades futuras de cada pessoa. Nesse sentido, dados de 2022 dão conta de que, em Sergipe, há cerca de 237 mil crianças entre zero e seis anos de idade. Deste modo, a iniciativa representa um compromisso ético, jurídico e político do Estado em assegurar que todas as crianças tenham a oportunidade de atingir seu pleno potencial, sobretudo àquelas em situação de pobreza e extrema pobreza.

Informações Partidárias

Notícias