Loading

Pesquisar

ESTADOS

Sergipe mostra suas atrações para turismo ecológico

A gestão do governador de Sergipe, Fábio Mitidieri (PSD), comemorou o Dia Nacional do Turismo Ecológico, na sexta-feira (1º de março), com um balanço das atrações naturais e culturais do Estado

01 de mar de 2024

Governo aposta na atração de viajantes nacionais e internacionais como uma das maneiras de gerar emprego e renda para os sergipanos

Edição Scriptum com Agência Sergipe de Notícias

A gestão do governador de Sergipe, Fábio Mitidieri (PSD), comemorou na sexta-feira (1º de março), com um balanço das atrações naturais e culturais do Estado, o Dia Nacional do Turismo Ecológico. O estímulo às atividades turísticas é um dos focos do plano de governo de Mitidieri, que aposta na atração de viajantes nacionais e internacionais como uma das maneiras de gerar emprego e renda para os sergipanos, promovendo o desenvolvimento econômico e social.

O secretário estadual do Turismo, Marcos Franco, destaca como um dos pontos fortes do Estado o potencial do ecoturismo, atividade que envolve a proteção, valorização e conservação dos ambientes naturais, assim como o respeito às populações locais quando realizada visita em ambientes como parques e áreas verdes.

Ele cita, como exemplo da variedade de destinos para os amantes da natureza e de aventura, o Parque Nacional Serra de Itabaiana; o Monumento Natural Grota do Angico; a Serra da Miaba; o Pantanal de Pacatuba e a Rota do Peixe-boi, recém-criada.

Segundo ele, o ecoturismo é um instrumento fundamental para a preservação dos biomas e representa um dos principais meios de educação ambiental. Possibilita a integração e o desenvolvimento econômico das comunidades locais em áreas de preservação ambiental. “Desta forma, o Dia Nacional do Turismo Ecológico é um momento para reconhecer e celebrar a importância de Sergipe como um destino de ecoturismo, incentivando o turismo responsável e a conscientização ambiental”, afirma.

Para Marcos Franco, “ao visitar esses lugares, as pessoas podem desfrutar de um contato com a natureza e, ao mesmo tempo, contribuir para a economia local e a preservação do patrimônio natural e cultural”.

O Governo de Sergipe já vem apoiando algumas frentes de atividades para potencializar o ecoturismo. A primeira frente de atuação é a que está construindo a primeira minuta de lei do Estado em ecoturismo. O propósito é estabelecer parâmetros, diretrizes, definições e princípios que estejam relacionados à atividade turística.

A meta é obter apoios institucionais a áreas potenciais em ecoturismo, a exemplo da ONG Centro da Terra, que já vem atuando na capacitação de agentes ambientais no Parque Nacional da Serra de Itabaiana, no agreste central sergipano. O objetivo é fazer o acompanhamento de grupos de turistas durante a visitação, de forma segura e respeitando as diretrizes ambientais. Destaca-se ainda o apoio à execução do Projeto de Ordenamento Ecoturístico no Vale dos Mestres, em Canindé do São Francisco, e a elaboração do estudo ambiental que subsidiará a instituição da Unidade de Conservação da Serra da Miaba, em São Domingos.

A Rota do Peixe-boi é outra iniciativa importante nesse contexto. Trata-se de um programa voltado ao turismo sustentável que envolve educação e o meio ambiente realizado em Estância, região sul do Estado, com foco na conservação do peixe-boi-marinho Astro. Essa rota permite o contato com a natureza, assim como conhecer os saberes, sabores, histórias, pessoas e a natureza de cada lugar por onde o peixe-boi transita ou habita. Faz parte do rol de atrativos da Rota do Peixe-boi a beleza da Ilha dos Namorados, a culinária típica da região em restaurante na comunidade de Coqueiro e o passeio pelas praias que servem como local de desova de tartarugas marinhas das espécies Oliva (Lepidochelys olivacea) e Cabeçuda (Caretta caretta).

Informações Partidárias

Notícias