Loading

Pesquisar

ESTADOS

Sergipe pode zerar a fila por cirurgias eletivas 

O programa Opera Sergipe, criado pelo governador Fábio Mitidieri (PSD), já fez quase seis mil cirurgias de média complexidade desde o lançamento, em julho do ano passado

05 de jan de 2024

Um dos critérios do programa é realizar as cirurgias no prazo de 60 dias, após o primeiro atendimento do paciente.

Edição Scriptum com Agência Sergipe de Notícias

Em breve, Sergipe poderá estar entre os cinco Estados brasileiros onde a fila de espera por cirurgias eletivas no Sistema Único de Saúde (SUS) está prestes a acabar. A previsão é do Ministério da Saúde e resulta das ações que vêm sendo desenvolvidas ao longo dos últimos meses pelo programa Opera Sergipe, lançado em julho do ano passado pelo governador do Estado, Fábio Mitidieri (PSD).

O programa já realizou 5.964 cirurgias desde o seu lançamento, o que significa que 3.913 pacientes que aguardavam por algum dos 15 procedimentos ofertados pelo programa saíram da fila de espera desde então. Um dos critérios do programa é realizar as cirurgias no prazo de 60 dias, após o primeiro atendimento do paciente. Segundo o Ministério da Saúde, os outros Estados que podem zerar a espera nas filas de cirurgias são Tocantins, Piauí, Paraíba e Mato Grosso do Sul.

Ao conceber o Opera Sergipe, o Governo do Estado entendeu a necessidade de respostas rápidas à sociedade. Foram investidos, na primeira fase do programa, aproximadamente R$ 11 milhões, entre recursos estaduais e federais.

Tornaram-se comuns soluções rápidas como a do marido de Thaislaine Oliveira, que mora em Itabaiana. Ela acompanhava o marido na quarta-feira (3), na cirurgia de cálculo biliar (pedra na vesícula), no Hospital e Maternidade Santa Isabel, em Aracaju, e lembrava que fez o cadastro no dia 27 de dezembro e a equipe do Opera Sergipe entrou em contato dia 2 de janeiro, para fazer o procedimento. “Ele foi diagnosticado há dois anos e já estava começando a incomodar. Quando ele fez os últimos exames de hoje demoraria. Foi uma surpresa para todos nós quando a equipe fez contato uma semana depois de fazermos o cadastro”, disse a esposa de Wesley da Cunha.

Informações Partidárias

Notícias