Loading

Pesquisar

MUNICÍPIOS

BH tem ações para estimular seus empreendedores

Gestão do prefeito Fuad Noman (PSD) estimula a formalização de empresas em Belo Horizonte, que já tem 289 mil microempreendedores individuais e é a terceira maior do país em número de formalizados

13 de nov de 2023

Sala Mineira do Empreendedor trabalha para melhorar e simplificar o ambiente de negócios, oferecendo apoio para empreendimentos de todos os portes.

Edição Scriptum com Prefeitura de BH

Com 289 mil microempreendedores individuais, Belo Horizonte é a terceira cidade do país com o maior número de pequenos empresários formalizados. E a gestão do prefeito Fuad Noman (PSD) atua permanentemente para capacitar e esclarecer dúvidas de quem já tem sua própria empresa e para quem deseja abrir ou regularizar o negócio.

Uma das ações da Prefeitura da capital de Minas Gerais é a Sala Mineira do Empreendedor, que trabalha para melhorar e simplificar o ambiente de negócios, oferecendo apoio para empreendimentos de todos os portes. Com atendimento personalizado, é possível formalizar o negócio, obter orientações, informações e conhecimento necessário para o desenvolvimento profissional do empreendedor.

Na segunda-feira (13), um posto de atendimento aos interessados no serviço foi montado no centro de BH, na Praça 7, atendendo das 9hs às 17hs todos os microempreendedores que buscaram informações, sem necessidade de agendamento.

Capacitação

Para Madeleine Ferreira, coordenadora da Sala Mineira, a ação itinerante tem o intuito de facilitar a vida do empreendedor. “Ao fazer essa ação itinerante, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, em parceria com o Sebrae Minas, garante a relevante capacitação dos milhares de MEIs ativos em Belo Horizonte”, explica.

Além disso, a iniciativa capitaliza o surgimento de novas empresas, com um atendimento de fácil acesso e que pode, inclusive, possibilitar a abertura de empresas, regularizações de débitos e o repasse de orientações aos empreendedores”, afirma a coordenadora.

O presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae Minas, Marcelo de Souza e Silva, informa que apenas entre janeiro e setembro deste ano, foram mais de 40 mil novas formalizações. “O que só confirma a vocação empreendedora do município. Antigamente, o empreendedor se sentia desmotivado para legalizar seu negócio, porque tinha que ir a inúmeras repartições e instituições, já que as informações não cruzavam e o processo não era otimizado. Com a Sala Mineira do Empreendedor e eventos itinerantes como este, desburocratizamos esses processos, já que em um único lugar as pessoas encontram tudo que precisam para se formalizar ou melhorar a gestão do seu negócio, de forma simples e rápida”, conta.

No local, são oferecidos serviços como formalização de microempreendedor individual (MEI); emissão do Documento de Arrecadação Mensal do MEI (DAS);

orientações sobre a Declaração Anual do Simples Nacional (DASN-SIMEI); e informações sobre processo de registro e cadastro de fornecedor da PBH.

Informações Partidárias

Notícias