Loading

Pesquisar

Câmara

CCJ aprova Lagarto (SE) como Capital Nacional da Vaquejada

Comissão de Constituição e Justiça aprovou proposta do deputado Fábio Reis (PSD). Relatora do projeto, deputada Delegada Katarina também é filiada ao partido

21 de dez de 2023

Os deputados Fábio Reis e Delegada Katarina

Redação Scriptum com PSD na Câmara

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (20) o Projeto de Lei 3324/19, de autoria do deputado Fábio Reis (PSD-SE), que confere o título de Capital Nacional da Vaquejada ao município de Lagarto, na região Centro-Sul de Sergipe. O parlamentar destaca que Lagarto tem histórico na criação de gado desde o Século 17 e concentra “um dos mais tradicionais eventos de vaquejada do Brasil”. Em 2016, foi construído na cidade um segundo parque de rodeios, apelidado de “Disneylândia da Vaquejada, o primeiro coberto do País e do mundo”, informa o deputado.

O projeto de lei recebeu parecer favorável da deputada Delegada Katarina (PSD-SE), relatora da matéria no colegiado. “Como consequência da riqueza histórica, econômica e cultural, Lagarto não para de receber grandes investimentos privados na construção de modernas estruturas destinadas ao setor, especialmente a vaquejada, transformando este município em uma referência nacional para eventos desse esporte”, afirma a deputada.

‌A vaquejada é uma atividade esportiva praticada, principalmente, no Nordeste brasileiro. Desde 2016, é reconhecida pela lei federal 13.364 como manifestação cultural nacional e patrimônio cultural imaterial.

‌Lagarto

Localizada a 75 quilômetros de Aracaju, capital de Sergipe, Lagarto foi elevada à condição de cidade em 20 de abril de 1880.

‌Em 1697, a região já apresentava forte potencial agropecuário. Segundo Fábio Reis, Lagarto era “uma das maiores produtoras de gado do Brasil Colonial, comercializando animais para os engenhos da própria capitania de Sergipe, da Bahia e de Pernambuco”.

Informações Partidárias

Notícias