Loading

Pesquisar

ESTADOS

Paraná criou 87,6 mil postos de trabalho em 2023

O saldo de vagas só foi menor que os de Estados mais populosos. Na região Sul, ficou bem à frente de Santa Catarina (62.665 vagas) e do Rio Grande do Sul (47.395)

30 de jan de 2024

Paraná mantém a marca de mais de 3 milhões de pessoas empregadas com carteira assinada

Edição Scriptum com Agência Estadual de Notícias

Com o avanço econômico proporcionado pelos investimentos e ações da gestão do governador Carlos Massa Ratinho Junior (PSD), o Paraná fechou o ano passado com a abertura de 87.599 novas vagas de empregos formais, resultado que consolida o Estado como o maior empregador da região Sul e o quarto maior do País. É o que mostram os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados na terça-feira (30) pelo Ministério do Trabalho e Emprego.

“Com a economia em ascensão e os bons resultados nos diferentes setores econômicos, temos conseguido melhorar ano a ano nossa posição no mercado de trabalho, com cada vez mais pessoas conseguindo um emprego formal no Paraná”, afirma o governador Ratinho Junior. “O bom ambiente de negócios no nosso Estado, a política de atração de investimentos e a vocação do paranaense para o trabalho garantem esse bom resultado, que consolida o Paraná como o Estado que mais gera empregos na região Sul”.

O saldo de vagas do Paraná, que mostra a diferença entre as 1.781.284 admissões e as 1.693.685 demissões no período, só foi menor que os de Estados mais populosos: São Paulo (390.719), Rio de Janeiro (160.570) e Minas Gerais (140.836). No Sul, ficou bem à frente de Santa Catarina (62.665) e do Rio Grande do Sul (47.395). O Paraná também respondeu por 6% de todos os postos de trabalho abertos em 2023 no Brasil, que fechou o ano com um saldo de 1.483.598 novas vagas.

Com exceção de dezembro, quando todos os estados têm saldo de negativo de empregos, em razão dos desligamentos que ocorrem ao fim das festas de final de ano, o Paraná teve resultados positivos em todos os meses do ano de 2023. O resultado de dezembro, porém, foi melhor do que no ano anterior, com saldo negativo de 34.894 em dezembro de 2023, contra -36.911 no mesmo mês de 2022.

Com o resultado do ano, o Paraná mantém a marca de mais de 3 milhões de pessoas empregadas com carteira assinada. O estoque de empregos chegou, no ano passado, a 3.010.716 trabalhadores presentes no mercado formal paranaense.

“Ao longo de 2023, o Paraná se manteve na liderança entre os Estados da Região Sul na geração de empregos. Tivemos um saldo de novos empregos 40% superior a Santa Catarina e 85% acima do Rio Grande do Sul. A quarta posição no ranking nacional também reflete o sucesso das ações adotadas pelo Governo do Estado para a promoção de emprego e renda”, complementa o secretário de Trabalho, Qualificação e Renda, Mauro Moraes.

Informações Partidárias

Notícias