Loading

Pesquisar

Governo de SP

Programa vai ampliar atendimento médico para mulheres

A prevenção do câncer de mama está entre as prioridades do projeto Saúde da Mulher Paulista. Iniciativa será coordenada pelo secretário estadual Eleuses Paiva, uma das lideranças do PSD

21 de set de 2023

Eleuses Paiva: “Vamos ampliar ainda mais a oferta de exames e atendimento à população paulista”

Redação Scriptum com Portal do Governo de São Paulo

O governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas, sancionou a lei que cria o programa Saúde da Mulher Paulista, que vai promover ações e oferecer serviços preventivos e assistenciais para a população feminina nos 645 municípios do Estado. A iniciativa será coordenada pelo secretário estadual de Saúde, Eleuses Paiva, liderança do PSD, em parceria com a Secretaria de Políticas para a Mulher. Apresentada por um grupo de deputados estaduais, entre eles Oseias de Madureira, também filiado ao partido, a proposta de criação do programa foi aprovada na Alesp e ainda pode passar por regulamentação.

As medidas de prevenção, tratamento e controle dos cânceres de mama e de colo de útero estão entre as prioridades do projeto. “A saúde do Estado, que já oferecia os serviços e o amparo às mulheres que a nova lei propõe, vai ampliar ainda mais a oferta de exames e atendimentos à população e garantir que as necessidades sejam atendidas”, garantiu Eleuses.

A secretária estadual de Políticas para Mulher, Sonaira Fernandes, também destacou a importância da iniciativa. “As estimativas do Instituto Nacional de Câncer deste ano até 2025 indicam que, a cada 100 mil mulheres no Estado de São Paulo, mais de 84 deverão ter câncer de mama, que é o segundo tipo mais comum no Brasil. Três a cada dez casos oncológicos entre mulheres são mamários, o que reforça a importância dessa atenção especial para prevenir e tratar adequadamente nossas pacientes”, afirmou a secretária.

Outros objetivos do programa são a redução da taxa de mortalidade de mulheres, o aprimoramento de políticas públicas e a qualificação de profissionais para atendimento especializado. O Saúde da Mulher Paulista prevê, ainda, a ampliação dos serviços de prevenção e tratamento de doenças crônicas como diabetes, hipertensão e problemas cardiovasculares. “Estamos diante de um marco gigantesco para melhorar o acolhimento e ofertar atendimento integral às mulheres, com humanização, segurança e qualidade, como todas merecem e precisam”, enfatizou Sonaira.

Para implementar o programa e ampliar o atendimento médico, o governo estadual vai mobilizar profissionais de unidades básicas de saúde, centros médicos de especialidades e Hospitais da Mulher em todo o Estado.

Informações Partidárias

Notícias