Saúde

Deputado apoia campanha de prevenção à hepatite

Marcos Reátegui (PSD-AM), presidente da Frente Parlamentar Mista de Combate às Hepatites Virais, defende campanhas de esclarecimento como a intitulada Julho Amarelo, com ações em todo o País

05/07/2017

FacebookWhatsAppTwitter

 

O grande problema da hepatite viral é a falta de conhecimento sobre a doença e as formas de contaminação e prevenção. O alerta é do deputado federal Marcos Reátegui (PSD-AM), presidente da Frente Parlamentar Mista de Combate às Hepatites Virais, que defende campanhas de esclarecimento sobre a doença, como a intitulada Julho Amarelo, que está sendo realizada em todo o País. Esta semana, na Câmara dos Deputados, foram realizados 750 testes para Hepatite C e 420 vacinas. “Depois de fazer o exame, em dois minutos a pessoa consegue saber se está infectada ou não. Os sintomas podem ser confundidos facilmente com um mal estar, então, é imprescindível que façamos campanhas como esta”, disse Reátegui.

Julho é mês de combate às hepatites virais. Órgãos de saúde, secretarias, hospitais e universidades desenvolvem ações em São Paulo, Vitória (ES), Brasília (DF), Goiânia (GO), Uberaba (MG), Belém (PA), Fortaleza (CE), Manaus, e outras localidades, com testes rápidos para detectar Hepatite B e C, orientação e encaminhamentos gratuitos para a população.

 

 

Transmissão

Hepatite A – transmissão é fecal-oral, por contato entre indivíduos ou por meio de água ou alimentos contaminados pelo vírus

Hepatite B – está presente no sangue, no esperma e no leite materno. É considerada uma doença sexualmente transmissível. Pode ser passada também pelo compartilhamento de material de higiene pessoal (escova de dente, lâminas de barbear, etc) e pelo compartilhamento de agulhas.

Hepatite C – Transfusão de sangue, compartilhamento de material para uso de drogas, da mãe para o filho durante a gravidez e sexo sem camisinha.

Hepatites D, E e G – são as mais raras e são transmitidas pelo sangue.

 

Sintomas

Dor abdominal, tontura, cansaço generalizado, enjoo e/ou vômitos, perda de peso, pele e olhos amarelos, urina escura e fezes claras.

 

Prevenção

Fazer sexo seguro (com preservativo), não compartilhar seringas nem material de uso higiênico pessoal, grávidas precisam fazer os exames pré-natal, lavar as mãos antes de comer e depois de ir ao banheiro, higienizar verduras e legumes corretamente.

FacebookWhatsAppTwitter

COMENTÁRIOS

Deixe seu comentário!




*

FacebookWhatsAppTwitter