AMBIENTE

Deputado do PSD quer proibição de canudos plásticos

Autor de projeto de lei que bane o produto do mercado brasileiro, César Souza (PSD-SC) lembra que o material demora cerca de 200 anos para se decompor na natureza

22/01/2019

FacebookWhatsAppTwitter

 

O deputado federal César Souza

 

Precisamos barrar esse mal que afeta a todos, principalmente a vida marinha. A afirmação é do deputado federal César Souza, do PSD de Santa Catarina, autor de projeto de lei que proíbe a fabricação, a comercialização e o uso de canudos plásticos em todo território nacional. De acordo com o projeto, o material deverá ser substituído por produtos biodegradáveis ou que não sejam de uso único. De acordo com o parlamentar, países como Bélgica e Costa Rica, entre outros, já têm datas fixadas para proibir o uso de canudos.

Se o projeto virar lei, os fabricantes terão até 36 meses para parar de fabricar os canudos, o comércio terá um prazo de 48 meses para parar a comercialização do material e em 60 meses o produto não será mais utilizado pela população.

A preocupação com o uso de plásticos em produtos descartáveis surgiu após a constatação de que o material demora cerca de 200 anos para se decompor na natureza. Reportagem publicada na revista Science Advances informa que 79% do plástico produzido no mundo acaba num aterro sanitário ou no mar. A mesma reportagem mostrou que desde 1950 até hoje foram produzidas 8,3 bilhões de toneladas do material no mundo.

FacebookWhatsAppTwitter

  0 Comentários

FacebookWhatsAppTwitter