SÃO PAULO

PSD Mulher demonstra força e união para 2018

Organizada pela coordenadora nacional do núcleo feminino, Alda Marco Antonio, reunião na capital paulista fortaleceu ligação entre militância e pré-candidatas do partido

08/02/2018

FacebookWhatsAppTwitter

Cerca de 50 mulheres participaram da reunião: “Vamos aconselhar os Estados para que repitam essa fórmula”, disse a coordenadora do PSD Mulher, Alda Marco Antonio.

 

Fortalecer as lideranças que pretendem se candidatar a cargos públicos em 2018 e convocar as militantes para que apoiem os quadros políticos do PSD Mulher. Esses foram os objetivos da reunião promovida nesta quarta-feira (7) pelo núcleo feminino do partido no Estado de São Paulo. Cerca de 50 filiadas compareceram ao encontro, realizado na sede da sigla, na capital paulista.

“Nós estamos convocando as mulheres que não serão candidatas a criarem grupos de apoio às que vão se candidatar. Vamos enfrentar as próximas eleições e queremos eleger deputadas estaduais e federais”, afirma a coordenadora nacional do PSD Mulher, Alda Marco Antonio.

Alda ressalta que o modelo de apoio estabelecido em São Paulo será recomendado aos núcleos do PSD Mulher em todo o País, mas não de maneira impositiva. “Vamos aconselhar os Estados para que façam reuniões e repitam essa fórmula, na medida do possível”, explica a coordenadora.

A reunião foi uma oportunidade para que potenciais candidatas, como a estilista Aurea Rodrigues, apresentassem suas principais bandeiras políticas. “Discutimos coisas do dia a dia da mulher, como violência doméstica e discriminação no trabalho. Já cansei de ouvir que meu lugar não era na política, mas no fogão. Temos de abraçar essas causas e defender nossos direitos”, frisa a pré-candidata.

Referência no auxílio a familiares de desaparecidos e vítimas de violência, a pré-candidata Clarice Barbosa elogiou o nível das discussões com as militantes. “Essa foi a melhor de todas as reuniões que já participei, a interação entre as mulheres foi muito boa”.

A empresária Márcia Nunes, que também pretende disputar um cargo eletivo, destacou a importância do papel desempenhado pela coordenadora nacional do PSD Mulher na união da militância. “A Alda é uma lenda viva da política, sempre envolvida com as causas das mulheres. Aprendemos muito com ela”.

Outras lideranças que devem participar da corrida eleitoral em 2018 marcaram presença no encontro, entre elas a empresária Shirlei Gonçalves e a micropigmentadora Adriana Shioda.

FacebookWhatsAppTwitter

COMENTÁRIOS

Deixe seu comentário!




*

FacebookWhatsAppTwitter