GESTÃO

Quando assumir, Ratinho Junior cortará 50% das secretarias

O governador eleito pelo Paraná disse que pretende implantar, logo no início do mandato, processo de redução de secretarias e mordomias, além do projeto Escola Segura

11/10/2018

FacebookWhatsAppTwitter

 

Ratinho Junior garantiu que vai cortar mordomias, “até por uma questão simbólica, para mostrar que teremos cuidado com o dinheiro público”.

 

Assim que assumir o cargo, o governador eleito do Paraná, Ratinho Junior (PSD), pretende acabar com 50% das secretarias estaduais. A afirmação foi feita pelo pessedista esta semana em entrevista à rádio CBN de Curitiba. Tendo sido eleito no primeiro turno com mais de 3,2 milhões de votos, Ratinho Junior garantiu também que vai cortar mordomias, “até por uma questão simbólica, para mostrar que teremos cuidado com o dinheiro público”.

Uma das propostas defendidas em sua campanha e que será implementado ainda no começo do mandato é o “Escola Segura”, que prevê colocar um policial da reserva na porta de cada colégio do Estado. No primeiro turno da eleição, Ratinho Jr. declarou apoio a Álvaro Dias, do Podemos. “No segundo turno, obviamente, o meu apoio será a Jair Bolsonaro“, disse.

Sobre o cenário político em todo o país, ele avaliou que as propostas ficaram em segundo plano e o que prevaleceu foi o modelo de governo apresentado por cada candidato.”O primeiro turno foi um Fla x Flu”.

Ratinho Jr. também opinou sobre a reforma da Previdência, ressaltando que ela é necessária: “A questão da Previdência, o próximo presidente não terá como fugir. Será preciso fazer um ajuste e cortes em mordomias que juízes, ministros, deputados e senadores ainda têm. É preciso mão de ferro e muita coragem”.

FacebookWhatsAppTwitter

  0 Comentários

FacebookWhatsAppTwitter