Agropecuária

Santa Catarina investe para aproveitar retomada da economia

Governador Raimundo Colombo (PSD) anuncia recursos para o campo e garante: “Estamos começando a ter uma recuperação da economia e novos investimentos estão sendo feitos”

09/10/2017

FacebookWhatsAppTwitter

O governador Raimundo Colombo: “Feira vai influenciar a retomada e a aceleração do crescimento na região.”

 

Com novos investimentos e iniciativas empreendedoras, Santa Catarina está se preparando para aproveitar a retomada da economia. Esse foi o recado que o governador Raimundo Colombo (PSD) levou na sexta-feira (6) aos participantes de um dos maiores eventos brasileiros no setor rural: a Exposição-Feira Agropecuária, Industrial e Comercial de Chapecó, a Efapi 2017, no Parque de Exposições Tancredo Neves. A feira está em sua 20ª edição em 50 anos e deve atrair 400 mil pessoas, gerando R$ 150 milhões em negócios até o encerramento, no dia 15.

Uma das ações do Governo do Estado no sentido de alavancar a retomada da economia regional será um programa pra apoiar investimentos nas propriedades rurais. A apresentação do programa Menos Juros será nesta terça-feira (10), durante as comemorações de 50 anos da Cooperalfa, no parque da Efapi, em Chapecó. Secretaria da Agricultura e da Pesca diz que, com o Menos Juros, os produtores rurais poderão contrair financiamento de até R$ 100 mil, sendo que a Secretaria pagará os juros, num limite de 2,5% ao ano.

O Menos Juros é voltado para os agricultores familiares, que se enquadram no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), e pretende alavancar os investimentos no meio rural. O pagamento dos juros será feito através do Fundo Estadual de Desenvolvimento Rural (FDR) e o prazo dos financiamentos será de oito anos.

O programa apoiará projetos de captação e armazenagem de água da chuva; construção e ampliação de pequenas agroindústrias; maricultura; pesca artesanal; piscicultura; turismo rural; avicultura; apicultura; ovinocultura; caprinocultura; ovinocultura; suinocultura; produção de leite e carne a base de pasto; aproveitamento de dejetos da produção intensiva de animais; fruticultura; olericultura; plantas ornamentais; energia alternativa; mecanização agrícola (exceto aquisição de tratores, veículos e calcário); projetos de investimentos para agregação de valor para produção orgânica e empreendimentos apoiados pelo Programa SC Rural.

Novos empregos

Na abertura da Efapi 2017, na sexta-feira, o governador Raimundo Colombo lembrou que “estamos começando a ter uma recuperação da economia e novos investimentos estão sendo feitos. A Efapi está acontecendo no momento certo e vai ser uma força na atração do desenvolvimento”. Ele disse ter “certeza de que a feira vai influenciar a retomada e a aceleração do crescimento na região. Uma feira como essa, que é referência, cria um ambiente de negócios, de informações e isso tem resultados positivos”, disse o governador.

Para a feira foram criados cerca de 3,5 mil empregos temporários e as obras e os serviços adquiridos para a preparação injetaram R$ 13,5 milhões na economia local. Praticamente todas as áreas econômicas estão representadas com 400 expositores, nos setores de agropecuária, indústria, comércio, gastronomia, automotivos, máquinas, equipamentos, informática, móveis, eletrodomésticos entre outros. A feira também terá shows regionais e nacionais.

O Parque de Exposições Tancredo Neves tem uma das melhores estruturas do Sul do Brasil. Possui área territorial total de 210 mil metros quadrados, das quais 15 mil metros quadrados de área coberta, 14 mil metros quadrados de área externa, 16 pavilhões e 40 edificações. Esse conjunto inclui um dos maiores centros de mostras pecuárias, formado por quatro pavilhões (dois de bovinos, um de equinos e um de ovinos), além de central de remates, mangueiras e uma central de inspeção animal.

A Efapi surgiu em 1967 para festejar o cinquentenário de fundação do município e, em 2017, constitui-se no principal evento dos 100 anos de Chapecó. A organização é da prefeitura de Chapecó e entidades empresariais.

FacebookWhatsAppTwitter

COMENTÁRIOS

Deixe seu comentário!




*

FacebookWhatsAppTwitter