ESTADOS

Mutirão da Ortopedia beneficia 26 mil pacientes em SP

Coordenada pelo secretário estadual de Saúde, Eleuses Paiva, ação tem como objetivo acabar com as filas de espera por cirurgias; projeto vai receber investimento de R$ 48,5 milhões

29/11/2023

FacebookWhatsAppTwitter

O secretário Eleuses Paiva: “A gente vai organizar a rede até o momento em que não será mais preciso fazer mutirão, porque vamos zerar essa demanda reprimida”

 

 

Redação Scriptum com Governo de São Paulo

 

O governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas, e o secretário estadual de Saúde, Eleuses Paiva, uma das lideranças do PSD paulista, lançaram nesta quarta-feira (29) o Mutirão da Ortopedia, que receberá investimento de R$ 48,5 milhões. A ação vai complementar repasses para procedimentos ortopédicos de média e alta complexidade em unidades de saúde de todas as regiões do Estado. O projeto contempla cerca de 26 mil pacientes que aguardam por cirurgias. “É um movimento que não para. A gente vai organizar a rede até o momento em que não será mais preciso fazer mutirão, porque vamos zerar essa demanda reprimida e entrar em uma situação de normalidade”, disse Tarcísio.

Com o novo investimento, o total aplicado pelo governo de São Paulo nos mutirões de cirurgias ultrapassou R$ 923,5 milhões em 2023. No Mutirão da Ortopedia, os repasses serão feitos a unidades de saúde habilitadas a executar os procedimentos previstos no programa. “Todos os hospitais conveniados ao SUS de São Paulo já podem aderir ao mutirão. A nossa tentativa é de, ainda no final deste ano, chegar ao número mais próximo possível das 26 mil cirurgias. No ano que vem, com a Tabela SUS Paulista e o incremento que vamos dar, nós podemos manter esse mutirão funcionando durante todo o ano. Entendemos que, desta forma, devemos acabar com o colapso das cirurgias de ortopedia nos próximos 24 meses”, afirmou Eleuses.

Balanço divulgado em setembro pela secretaria estadual de Saúde registra que, em 2023, mais de um terço das cirurgias eletivas em São Paulo ocorreram durante os mutirões. Ao todo, foram 240.450 procedimentos, o que representa cerca de 32% do total de 746.911 cirurgias realizadas nesse período.

FacebookWhatsAppTwitter

  0 Comentários

FacebookWhatsAppTwitter