Loading

Pesquisar

ESTADOS

Paraná levará alunos da rede pública à Nova Zelândia

Programa promovido pela gestão de Ratinho Junior (PSD) oferece a 100 estudantes vivência em escola no Exterior. Eles vão praticar o inglês, desenvolver a autonomia e ampliar conhecimentos

03 de maio de 2022

O governador Ratinho Jr. durante entrega de 144 ônibus para o transporte escolar em São José dos Pinhais

Redação Scriptum com Agência de Notícias do Paraná

A segunda edição do programa Ganhando o Mundo, que vai selecionar 100 estudantes da rede estadual do Paraná para um intercâmbio de seis meses na Nova Zelândia, na Oceania, foi lançada na segunda-feira (2) pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior (PSD). Os alunos viverão a experiência durante o segundo semestre deste ano.

O anúncio ocorreu durante a entrega de 144 ônibus para o transporte escolar em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. “Assim como os estudantes que estão agora lá no Canadá, essas pessoas terão a oportunidade de conhecer um País de primeiro mundo, estudar e aprender uma segunda língua. Uma oportunidade enorme, ainda mais para aquelas famílias mais humildes do Estado”, disse o governador.

Ratinho Junior lembrou que a experiência tem impacto também em outros alunos da rede pública de ensino, criando uma corrente positiva dentro das escolas estaduais. “Essa pessoa que faz intercâmbio serve como referência para outros jovens, que vão buscar as melhores notas para ter uma oportunidade igual no futuro. E com isso o aprendizado avança em todo o Paraná”, comentou.

Atualmente, 100 estudantes da rede estadual estão fazendo intercâmbio no Canadá. Eles chegaram ao país da América do Norte em março e devem concluir o semestre de estudos nas escolas canadenses antes de retornar ao Brasil, no fim de junho.

O programa, promovido pela Secretaria de Estado da Educação e do Esporte, tem o propósito de oferecer aos estudantes a vivência em uma escola no Exterior. Hospedados com uma família local, eles vão praticar a língua inglesa, desenvolver a autonomia e ampliar os repertórios culturais e acadêmicos. Ao retornar ao Brasil, o aluno tem a missão de compartilhar com colegas e professores todo o aprendizado vivido.

“Estamos muito felizes de poder proporcionar essa experiência para mais 100 estudantes. Estamos acompanhando os que estão agora no Canadá e vemos como o intercâmbio está sendo transformador para cada um deles”, afirmou o secretário estadual da Educação e do Esporte, Renato Feder. “Quando você faz um intercâmbio, você volta com a cabeça mais aberta, muito mais empoderado, autoconfiante. Por isso, a continuidade do programa é uma grande conquista para a nossa rede de ensino”.

Feder destacou que a proposta deve ser estendida a partir de 2023. A intenção, disse ele, é que estudantes de outros países passem um período letivo nas escolas públicas do Paraná. “Esse programa é um sucesso e só vai aumentar. Queremos com o tempo dar chance a outros bons alunos de viajar para o exterior e também receber estudantes de outras nações para que possam conhecer o nosso Estado”, afirmou o secretário.

Informações Partidárias

Notícias