Loading

Pesquisar

MUNICÍPIOS

Belo Horizonte deve receber 34 grandes obras em 2024

A gestão do prefeito Fuad Noman (PSD) está investindo R$ 355 milhões para amenizar ou solucionar problemas relacionados à chuva e ao trânsito, além de ampliar o acesso à saúde, ao lazer e ao turismo

04 de jan de 2024

Obras da praça da Estação em Belo Horizonte deverá ser finalizada no segundo semestre deste ano

Edição Scriptum com jornal O Tempo

Em 2024, a gestão do prefeito de Belo Horizonte, Fuad Noman (PSD) deve entregar 34 grandes obras. O cálculo é do jornal mineiro O Tempo, que, em balanço sobre as ações da Prefeitura, destaca que as obras incluem intervenções com o objetivo de amenizar e até mesmo solucionar problemas relacionados à chuva e ao trânsito, além de ampliar o acesso à saúde, ao lazer e ao turismo na capital. O investimento é de R$ 355 milhões.

O jornal da capital mineira ouviu o executivo municipal, segundo quem as obras são realizadas conforme o Plano de Obras do município, gerido pela Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura – Smobi. A prioridade é definida conforme os critérios de urgência, importância e tendência de piorar com o tempo. “Vale ressaltar que o início das obras de qualquer empreendimento público é condicionado à disponibilização de recursos financeiros, à obtenção de licenciamentos e à conclusão de processos licitatórios nos quais já está previsto em edital, qual o valor do empreendimento e a fonte de financiamento”, informa em nota.

As obras, conforme a prefeitura da capital, já possuem os recursos financeiros garantidos. “Toda obra pública só é licitada se há recursos captados e garantidos junto às fontes de financiamento”, reforça. O dinheiro é obtido por meio de financiamentos feitos junto ao Banco de Desenvolvimento da América Latina e Caribe (CAF), Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD), Caixa Econômica Federal (CEF), Recursos Municipais como os Recursos Ordinários do Tesouro (ROT), Programas Federais como o Novo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), entre outros.

Hospital

A Maternidade do Hospital Odilon Behrens (HOB) e o Centro Obstétrico, no bairro Santo André, na região Noroeste da capital, é uma das obras a serem entregues em 2024. O empreendimento começou a ser feito em setembro de 2022, em um terreno adjacente ao HOB. A previsão inicial era de que fosse concluído no primeiro semestre de 2024, no entanto, conforme a prefeitura, ele deverá ficar pronto somente no fim do ano. O investimento é de R$ 26 milhões, recurso obtido junto ao Fundo Municipal de Saúde, provenientes do financiamento junto à Corporação Andina de Fomento (CAF) e do Tesouro.

“É uma estrutura de um prédio de seis andares, com bloco obstétrico, áreas de parto normal, espaços para atendimentos pré-parto, parto e puerpério, sendo dois destes para casos de alto risco”, explica a superintendente do Hospital Odilon Behrens, Taciana Malheiros. A unidade deverá contar com 50 leitos conjuntos e outros 50 de neonatologia. A expectativa é de que a nova unidade possa realizar seis mil atendimentos por mês. “A Unidade Materno-Infantil do HOB já é referência não apenas para Belo Horizonte, mas também para toda a sua região metropolitana. É o maior pronto-atendimento de urgência ginecológica do Estado, e especializado no cuidado materno infantil. Então, essa obra é a garantia de maior segurança e acesso”, acrescenta.

A reforma da praça da Estação, no Centro da capital, é outra obra com previsão de conclusão em 2024. Conforme a prefeitura, ela deverá ser finalizada no segundo semestre deste ano. As obras tiveram início em outubro de 2023. Estão previstas manutenção das fontes, troca de pisos, canaletas e grelhas danificadas, além da recuperação e instalação de bancos e lixeiras. O paisagismo do espaço também será recuperado. São investidos R$ 7,7 milhões, em recursos próprios do município.

As intervenções fazem parte do Programa de Requalificação do Centro de Belo Horizonte, “Centro de Todo Mundo”, lançado em março deste ano pelo prefeito Fuad Noman (PSD). A iniciativa tem como objetivo qualificar a região central da capital, buscando aumentar as oportunidades de moradia, trabalho e lazer.

Por causa das obras, o espaço, que é um tradicional palco do Carnaval , ficará fechado durante a folia de 2024. Os percursos dos blocos que passam pela região não deverão ser alterados. A informação foi confirmada por Fuad Noman no dia 19 de dezembro, quando, em encontro com a imprensa, o prefeito justificou o fechamento da praça da Estação durante a folia. “Qualquer momento que eu fosse fazer aquela obra, ia ficar um carnaval sem ter. Então, vai ser em 2024”, disse na ocasião.

Outras obras

Além dessas 34 obras que devem ser entregues em 2024, a prefeitura espera iniciar outras grandes intervenções neste novo ano. Entre elas, a reforma e revitalização da praça Governador Israel Pinheiro (praça do Papa), a construção do viaduto entre a BR-040 e a Via Expressa (próximo a Arena MRV), além da implantação de um outro viaduto na avenida Saramenha com Cristiano Machado. O investimento é de mais de R$ 90 milhões.

Conforme o executivo municipal, a licitação para reforma da praça do Papa foi aberta no dia 28 de novembro de 2023. O processo ainda está em aberto. Já a implantação do viaduto na avenida Saramenha com Cristiano Machado está com a licitação homologada e as obras devem começar em janeiro deste ano.

Informações Partidárias

Notícias