Loading

Pesquisar

MUNICÍPIOS

BH trabalha para garantir saúde bucal da população

Gestão do prefeito de Belo Horizonte, Fuad Noman (PSD), tem quase 400 equipes tratando dos dentes de moradores de todos os bairros. Só em 2023, já foram realizados mais de 439 mil consultas

07 de dez de 2023

Equipes fazem o acolhimento, o atendimento e o encaminhamento dos casos que necessitam de atenção especializada.

Edição Scriptum com Prefeitura de BH

Somente neste ano, a gestão do prefeito de Belo Horizonte, Fuad Noman (PSD), já realizou mais de 439 mil consultas odontológicas nos centros de saúde do município.

São 314 equipes de saúde bucal e as outras 62 equipes de apoio oferecendo orientações e cuidados preventivos de saúde bucal. A manutenção preventiva é fundamental para evitar problemas gengivais, dentários e agravos de doenças cardiovasculares e diabetes.

As equipes fazem o acolhimento, o atendimento e o encaminhamento dos casos que necessitam de atenção especializada. Os principais procedimentos realizados são de promoção a saúde bucal, raspagem e polimento coronário, restaurações dentárias, extração de dentes, próteses removíveis e cuidados de urgência.

Há também quatro Centros de Especialidades Odontológicas (CEO), que prestam esses atendimentos especializados. Nesses locais são realizados procedimentos mais complexos, como tratamento periodontal (gengival), tratamento endodôntico (canal), ortodontia preventiva, radiologia, dentre outros.

As urgências odontológicas são atendidas em todos os 152 centros de saúde, de segunda a sexta-feira, durante o horário de funcionamento de cada unidade. Essa assistência também é realizada na UPA Norte, das 7h às 19h, e no Hospital Metropolitano Odilon Behrens (HOB), de gestão municipal, que funciona 24h, todos os dias da semana. Cabe reforçar que na unidade a odontologia hospitalar foi pioneira e é oferecida desde 2002 para pacientes de CTI.

Já o Hospital Metropolitano Dr. Célio de Castro (HMDCC), também de administração da Prefeitura, começou a oferecer neste ano o Serviço de Odontologia Hospitalar. Com isso, foram reforçados os treinamentos das equipes assistenciais no cuidado com a higiene bucal dos pacientes para auxiliar na prevenção de infecções, principalmente para reduzir as taxas de pneumonia associada à ventilação mecânica. Os resultados esperados são a redução no tempo de internação e da mortalidade.

Gestantes

Para garantir a saúde das mães e bebês, o cuidado odontológico da gestante também é indispensável. Essa assistência começa desde o início das consultas de pré-natal, nos centros de saúde, evitando várias doenças causadas por bactérias, além do baixo peso do bebê ao nascer e, principalmente, parto prematuro. Isso porque durante a gestação as mulheres ficam mais propícias a doenças bucais, devido às alterações hormonais características dessa fase.

Em 2023, até o momento, foram realizados 4.047 atendimentos odontológicos voltados às gestantes em todos os centros de saúde da capital. Além disso, as equipes médicas e odontológicas dos centros de saúde, com o apoio dos Agentes Comunitários de Saúde, trabalham para garantir a presença e continuidade dos atendimentos às gestantes, orientando sobre a importância do cuidado.

Informações Partidárias

Notícias