Loading

Pesquisar

Habitação

Botucatu (SP): moradia digna e assistência social a famílias

Governo do prefeito Mário Pardini (PSD) transferiu moradores da Favelinha da Vila Sueleny para casas alugadas e ofereceu capacitação profissional; local será transformado em área de lazer

20 de fev de 2024 · #botucatu

Famílias viviam em condições precárias na Vila Sueleny

Redação Scriptum com Prefeitura de Botucatu

A gestão do prefeito de Botucatu, Mário Pardini (PSD), iniciou na terça-feira (20) a demolição de moradias irregulares em área conhecida como Favelinha da Vila Sueleny, onde viviam 23 famílias do município da região Centro-Sul de São Paulo. Os moradores foram transferidos para casas alugadas pela prefeitura e vão receber acompanhamento psicossocial. “Por anos, 23 famílias viveram em situação precária, com chão de terra, paredes de madeira e lona. Quando chovia, perdiam tudo, os móveis molhavam. No frio e no calor, a condição de vida era bastante desconfortável. Uma das visitas que fiz ao local foi depois de um temporal com muito vento. Me comoveu ver aquelas famílias com muitos filhos e vivendo nessa situação”, explica Pardini.

Há cerca de um ano, a Secretaria Municipal de Assistência Social começou a fazer o levantamento do número de pessoas que moravam na favela, além das condições financeiras e sociais dos moradores. “Desde então, nossas equipes se debruçaram, trabalharam arduamente em busca de uma solução definitiva que melhorasse a condição de vida e também proporcionasse às pessoas uma nova história. As famílias estão todas alojadas em casas com telhado, laje, piso e toda a segurança que é preciso para uma família viver”, destaca o prefeito. Segundo Pardini, 15 das 23 famílias foram integradas ao programa Botucatu em Frente, que oferece trabalho e capacitação profissional.

De acordo com a prefeitura, após o trabalho de demolição das antigas casas, o local será transformado em nova área de lazer do bairro.

Informações Partidárias

Notícias