Loading

Pesquisar

MUNICÍPIOS

Estado de SP ajuda famílias na compra do primeiro apartamento

Liderança do PSD, o secretário estadual de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Marcelo Branco, participou da entrega de 81 apartamentos no bairro Belém, em São Paulo; iniciativa faz parte do projeto Casa Paulista

31 de jan de 2024

O secretário Marcelo Branco (à esq): “Nossa projeção é alcançar 200 mil subsídios até o final da gestão.”

Redação Scriptum com Portal do Governo de São Paulo

O secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação do Estado de São Paulo, Marcelo Branco, uma das lideranças do PSD, participou nesta terça-feira (30) da entrega de 81 apartamentos do empreendimento Plano & Estação Belém, no centro expandido da capital paulista. A secretaria disponibilizou um aporte de R$ 1,2 milhão para que os beneficiários adquirissem os imóveis, por meio do programa Casa Paulista, que oferece a modalidade Carta de Crédito Imobiliário (CCI). “Em 2023, totalizamos 47 mil subsídios disponibilizados no Estado de São Paulo, com um investimento de R$ 600 milhões. Nossa projeção é alcançar 200 mil até o final da gestão. Isso faz com que se dinamize a produção habitacional e acelere o volume de habitações feitas, contribuindo também com a economia do Estado”, destaca Marcelo.

O empreendimento fica na rua Júlio de Castilhos, nas proximidades da estação Belém do metrô, na zona Leste da cidade. O projeto habitacional tem com churrasqueira, playground, bicicletário, salão de festas, espaço fitness, lavanderia coletiva, espaço para pets e sala de estudos. Cada apartamento tem um dormitório, sala, cozinha, banheiro e área útil de 27,60 a 34,01 metros quadrados.

Um dos beneficiários é Marcos Aurélio Araújo de Sousa, de 26 anos de idade. Ele morava com a mãe e sonhava em deixar de pagar aluguel. “O dinheiro que juntei em anos de trabalho não seria o suficiente para comprar o meu apartamento. O subsídio tornou tudo possível. A emoção é indescritível”, disse Marcos.

Cada família recebeu R$ 16 mil reais do governo estadual, em forma de subsídio, para comprar o primeiro imóvel diretamente com a construtora. O empreendimento foi construído pela iniciativa privada e financiado pela Caixa Econômica Federal.

Na capital paulista já foram entregues 1.195 moradias que contaram com carta de crédito. Outras 14.122 unidades estão sendo construídas na cidade, com investimento de R$ 226 milhões em subsídios.

Informações Partidárias

Notícias