Loading

Pesquisar

ESTADOS

Governo de SP entrega 160 apartamentos na zona Leste da capital

Só na cidade de São Paulo, há 53 mil unidades habitacionais em produção e mais 112 mil em todo o Estado

22 de jan de 2024

Apartamentos possuem 52,49 m² e estão dispostos em 9 prédios de 5 andares, com 8 unidades habitacionais adaptadas

Edição Scriptum com Governo de São Paulo

A política pública de expansão do acesso a moradia digna em São Paulo teve mais uma etapa importante nesta segunda-feira (22). O governador Tarcísio de Freitas fez a entrega das chaves a 160 famílias contempladas com apartamentos em um novo conjunto habitacional da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) na região de Guaianases, na zona Leste da capital, após investimento estadual de R$ 39,5 milhões.

“Quanto tempo essas pessoas esperaram para receber essa chave? Foram 17 anos. E agora esse sonho está sendo realizado. É isso que o nosso pessoal da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação está fazendo: realizando sonhos todos o dias”, afirmou o governador. “Hoje, estamos realizando o sonho de 160 famílias, mas vamos entregar mais moradias: somente na cidade de São Paulo, são 53 mil unidades habitacionais em produção e mais 112 mil em todo o Estado”, acrescentou Tarcísio.

“O governador Tarcísio tem dado todo o apoio ao trabalho na área de habitação e o Governo do Estado está dedicado a aumentar, de forma muito forte, a participação na habitação pensando em toda a população”, disse o secretário Marcelo Branco, liderança do PSD paulista. “A parceria com as prefeituras está dando certo e tem sido assim em todas as áreas”.

Os apartamentos possuem 52,49 m² e estão dispostos em nove prédios de cinco andares, com oito unidades habitacionais adaptadas. Todos os imóveis possuem sala, cozinha, banheiro, lavanderia e dois dormitórios, além de esquadrias de aço com pintura eletrostática, cozinha e área de serviço azulejadas, piso cerâmico e forro de gesso no banheiro.

O financiamento dos imóveis segue a política habitacional do Estado, que prevê juro zero para famílias com renda mensal de até cinco salários mínimos. Desta forma, as famílias pagarão praticamente o mesmo valor ao longo dos 30 anos de contrato, que tem apenas a correção monetária calculada pelos índices oficiais. A prestação é calculada de acordo com a renda de cada família e tem valor máximo de até 20% dos rendimentos mensais.

Reassentamento habitacional

O empreendimento foi construído por meio do Programa de Reassentamento Habitacional da CDHU, que oferece atendimento a famílias removidas de áreas de risco ou de recuperação e proteção ambiental, além de áreas de influência de obras públicas.

A iniciativa permite a produção de moradias isoladas ou em conjuntos habitacionais, com infraestrutura e equipamentos urbanos. O programa também assegura oferta de crédito para aquisição de imóveis no mercado e fomento à produção por meio de parcerias com grupos privados.

Em 2023, o Programa de Reassentamento Habitacional viabilizou a entrega de 941 moradias em todo o estado, com investimentos somados de R$ 174 milhões. Outras 11.549 habitações estão sendo construídas com aporte previsto de R$ 2,1 bilhões.

Informações Partidárias

Notícias