Loading

Pesquisar

MUNICÍPIOS

Marquinhos vai ao Paraguai para estreitar parcerias

O prefeito de Campo Grande (MS), Marquinhos Trad (PSD), está em Assunção para conversar sobre a consolidação da Rota Bioceânica, que pode impulsionar o desenvolvimento do Mato Grosso do Sul

21 de fev de 2022

O prefeito Marquinhos Trad: Rota Bioceânica terá impacto de 20 milhões de pessoas atendidas com exportações e importações de produtos.

Redação: Scriptum

A consolidação da capital do Mato Grosso do Sul, Campo Grande, como capital da Rota de Integração Latino-Americana (Rila) é um dos objetivos da visita que o prefeito Marquinhos Trad (PSD) iniciou na segunda-feira (21) ao Paraguai, onde ele se encontrará com autoridades e conversará sobre acordos entre os dois países e o estreitamento de parcerias.

Também conhecida como Rota Bioceânica, a Rila projeta contribuir com o desenvolvimento dos países vizinhos e com a economia local de Mato Grosso do Sul. Conforme a Prefeitura de Campo Grande, a rota é 100% viável e estima-se que o primeiro impacto será de 20 milhões de pessoas atendidas com exportações e importações de produtos.

O Corredor Bioceânico é tema de discussão no Brasil e especificamente em Mato Grosso do Sul desde meados de 2006 e sua operacionalização está voltada para a atividade de logística e transporte como alternativa para escoar grãos e fomentar uma distribuição mais acelerada da produção. Também se esperam benefícios para o setor de turismo. O corredor deve interligar o Mato Grosso do Sul com o Paraguai, a partir de uma nova ponte, passando pela Argentina e chegando ao Chile.

Na visita do prefeito de Campo Grande, estão agendadas reuniões com o ministro do Comércio do Paraguai, Luis Alberto Castiglioni, e com o ministro das Relações Exteriores, Euclides Acevedo. Há ainda a possibilidade de encontro com o presidente do país, Mario Abdo Benítez.

Informações Partidárias

Notícias