Loading

Pesquisar

MUNICÍPIOS

Prefeituras do PSD se destacam em ranking do TCE-SP

Partido governa 27 dos 52 municípios que receberam as melhores avaliações no Índice de Efetividade da Gestão Municipal (IEG-M)

30 de jan de 2024

O prefeito Jorge Seba: “Ficamos extremamente honrados por integrar seleto grupo de municípios paulistas que priorizam a efetividade em suas gestões.”

Redação Scriptum

O PSD governa mais da metade das prefeituras paulistas que conquistaram as melhores avaliações no Índice de Efetividade da Gestão Municipal (IEG-M), divulgado pelo Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP). De acordo com o estudo, que levou em consideração dados de 2022, o partido administra 27 dos 52 municípios que receberam a avaliação B (Efetiva). O levantamento é dividido em outras quatro classificações: Altamente Efetiva (A), Muito Efetiva (B+), Em fase de Adequação (C+) e Baixo Nível de Adequação (C). Dos 644 municípios paulistas avaliados pelo estudo, que não inclui a capital do Estado, nenhum obteve notas B+ e A.

O TCE-SP reconheceu o trabalho realizado em Bilac, Botucatu, Brotas, Cesário Lange, Corumbataí, Colina, Floreal, Ibirá, Ilha Solteira, Indiaporã, Inúbia Paulista, Itatinga, José Bonifácio, Junqueirópolis, Limeira, Mesópolis, Mirante do Paranapanema, Nova Canaã Paulista, Olímpia, Ouroeste, Quatá, Sagres, São José dos Campos, São Manuel, Urupês, Vinhedo e Votuporanga. Confira a relação completa das cidades aqui. “Ficamos extremamente honrados por integrar, novamente, um seleto grupo de municípios paulistas que priorizam a efetividade em suas gestões. Mas o trabalho está longe de terminar, já que nos dedicamos diariamente, junto com a Controladoria Geral do Município e as demais secretarias municipais, desenvolvendo ações para conquistarmos resultados ainda melhores, chegando aos índices não alcançados pelos municípios neste ano e melhorando ainda mais nossa classificação”, afirma o prefeito de Votuporanga, Jorge Seba.

A coordenadora da Controladoria Geral de Votuporanga, Fabiana Lopes, também ressaltou a importância do estudo para a gestão municipal. “O IEG-M é uma ferramenta de fiscalização que, ao apresentar seu resultado, colabora para que o gestor corrija o rumo, redefina prioridades e consolide o planejamento, tomando decisões com base nos indicadores, para melhorar a qualidade de vida dos cidadãos.”

Criado em 2015, o índice avalia a eficiência das políticas públicas em áreas como saúde, educação, planejamento, gestão fiscal, proteção das cidades e tecnologia.

Informações Partidárias

Notícias