Loading

Pesquisar

MUNICÍPIOS

Valinhos (SP) cria comitê de combate à dengue

Gestão da prefeita Capitã Lucimara Rossi de Godoy (PSD) intensificou as ações de prevenção à doença no município

14 de mar de 2024

Até segunda-feira (11), Valinhos já tinha mais de 1.084 casos confirmados de dengue.

Redação Scriptum com Prefeitura de Valinhos

A gestão da prefeita de Valinhos, Capitã Lucimara Rossi de Godoy (PSD), anunciou na terça-feira (12) a criação do Comitê Municipal de Prevenção e Controle de Antropozoonoses. O órgão vai estabelecer e acompanhar ações voltadas à prevenção da dengue e de outras arboviroses no município do interior do Estado de São Paulo. “Os casos de dengue estão acima da expectativa esperada para esse período. A intenção do comitê é realmente formalizar a ampliação das medidas de enfrentamento, além de estudar conjuntamente se vamos acompanhar o Estado e a região na situação de emergência”, afirma Capitã Lucimara.

A criação do comitê é resultado de reunião convocada pela prefeita na segunda-feira (11). Participaram do encontro o presidente da Comissão Permanente de Higiene e Saúde da Câmara Municipal de Valinhos, Alexandre Japa, o vereador e membro da comissão Marcelo Yoshida, e o representante da Santa Casa de Valinhos, Fernando Pozzuto. A reunião contou, ainda, com representantes das secretarias municipais de Saúde, Assuntos Jurídicos, Governo, Serviços Públicos e Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente.

Durante o encontro foi estabelecido que as ações de nebulização e identificação de criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença, serão intensificadas. A equipe de Endemias receberá três novos veículos e contará com a ajuda de fiscalização aérea, com o uso de drones da Guarda Civil Municipal.

De acordo com boletim divulgado pela prefeitura, até segunda-feira (11), Valinhos já tinha mais de 1.084 casos confirmados de dengue. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, foram previstos 300 casos da doença a cada 100 mil habitantes neste período do ano, o que já caracteriza uma epidemia. Entretanto, a cidade registra 800 casos a cada 100 mil pessoas. “Mesmo com Valinhos já tomando medidas de enfrentamento, o pico da doença deve ocorrer entre abril e maio. Então, precisamos já estar preparados para o aumento no número de casos, tal como é esperado na região e em todo o Brasil”, frisa o secretário municipal de Saúde, João Gabriel Vieira.

Informações Partidárias

Notícias